Pais e Filhos

8 maio

Estátuas e cofres e paredes pintadas

Ninguem sabe o que aconteceu

Ela se jogou da janela do quinto andar

Nada é fácil de entender

Dorme agora e só o vento lá fora

Quero colo

Vou fugir de casa

Posso dormir aqui com vocês

Estou com medo

Tive um pesadelo

Só vou voltar depois das tres

Meu filho vai ter nome de santo

Quero o nome mais bonito

É preciso amar as pessoas

Como se não houvesse amanhã

Porque se a gente parar pra pensar

Na verdade não há

Me diz por que que o céu é azul

Me explica a grande fúria do mundo

São meus filhos que tomam conta de mim

Eu moro com a minha mãe

Mas meu pai vem me visitar

Eu moro na rua

Não tenho ninguem

Eu moro em qualquer lugar

Já morei em tanta casa

Que nem lembro mais

Eu moro com meus pais

É preciso amar as pessoas

Como se não houvesse amanhã

Por que se parar pra pensar

Na verdade não há

Sou uma gota d’agua

Sou um grão de areia

Você me diz que seus pais não entendem

Mas você não entende seus pais

Você culpa seus pais por tudo

Isso é absurdo

São crianças como você

O que você vai ser

Quando você crescer

Legião urbana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: