Arquivo | Passado RSS feed for this section

O dia das Bruxas

27 jun

Halloween e comemorado na noite de 31 de outubro. No aspecto religioso, esta ocasiao e conhecida como a vigilia da Festa de Todos os Santos, dia 01 de novembro. Estudiosos de folclore acreditam que os costumes populares do Halloween exibem tracos do Festival da Colheita, realizado pelos romanos em honra a Pamona (deusa das frutas), e tambem do Festival Druida de Samhain (Senhor da Morte e Principe das Trevas) que, de acordo com a crenca, reunia as almas dos que tinham morrido durante o ano para leva-los ao ceu dos druidas neste exato dia. Para os druidas, Samhain era o fim do verao e o festival dos mortos. 31 de outubro marca tambem o termino do ano celtico.

Castelo da Bran na Transilvânia

26 jun

Castelo de Bran

Construído na garganta de Bran, a 22 quilômetros do Predeal e a 30 de Brasov, o Castelo de Bran deve muito de sua celebridade à lenda tecida em torno do voivoda Vlad Tepes (Vlad, o Empalador), o inspirador da mítica figura do vampiro Drácula, cuja origem está em uma lenda surgida na Idade Média transilvaniana. E atmosfera medieval do castelo muito contribui para isso.

Tudo ali desperta o interesse de visitantes romenos e estrangeiros que, em grande número, vão ao Castelo de Bran, levados pelo desejo de descobrir alguma realidade na lenda famosa.

 

O castelo tinha um papel estratégico, tanto militar quanto comercial. É flanqueado por quatro torres correspondentes aos quatro pontos cardeais e suas muralhas são em pedra talhada. As peças e passagens encadeiam-se num labirinto misterioso e no pátio interno há poços interligados por uma rede de condutos subterrâneos.

Conservando numerosos elementos do estilo gótico, o castelo de Bran é atualmente um museu de arte feudal, onde estão expostas coleções de móveis, de armas e de armaduras datadas do século XIV ao século XIX. Nas na proximidade do castelo situa-se um museu etnográfico.A região de Rucã-Bran é também uma zona de turismo rural.

Contos de Vampiros…

25 jun
– A HISTÓRIA-

Eu tenho um site de Contos. Este site atrai muitas pessoas que adoram viver na escuridão e gostam de mistérios e pessoas misteriosas.

Uma ótima isca eu diria. – Varias pessoas que conheciam o site ficavam enroladas em minha teia e facilitava muito a minha procura de vitimas para saciar a minha sede e através do livro de visitas tudo era possível.

Na procura de uma pessoa que escreveu no livro sobre a beleza das imagens eu achei então… minha próxima vítima.

Rapidamente marquei um encontro com ela.

Quando cheguei ao local do encontro eu a vi. Seu cabelos negros ondulados com um sorriso conquistador, foi logo me abraçando e aos poucos eu me sentia cada vez mais dominado.

Sentia muito diferente. Minha energia estava enfraquecendo. Meus poderes de sedução havia sido completamente destruído. Eu não entendia o que estava acontecendo.

Desesperado na tentativa de me recuperar tentei partir mas, ela continuava a me afagar com seus beijos e caricias. Até que meu corpo se rendeu.

Ela dominava a situação completamente e conforme me seduzia ela explicava.

Uma fada… uma fada que atende desejos de outras vidas… todos que se tornaram vitimas de sua sede agora terão seus desejos realizados.

Meu corpo perdia as energias. Era muito bom mas, estava me matando. Eu não conseguia me livrar.

A minha volta fantasmas de minhas vitimas apareciam aplaudindo e sorrindo para o meu corpo completamente sem energia e definhando…

A fome acabou. Mas o amor ficou.

Para sempre.

Fim

 

Adriano Siqueira

História de vampiros…

26 maio

DRÁCULA

O famoso vampiro Conde Drácula, apresentado ao mundo no livro "Drácula" do escritor irlandês Bram Stoker, e até hoje servindo de inspiração para vários filmes e livros, pode não ser só uma lenda já que existiu sim um Drácula, talvez não o Conde sedento por sangue que se transforma em morcegos e lobos da obra de Stoker, mas um homem cruel, vingativo e com uma morte que deixou no ar um mistério que alimenta a imortalidade do vampiro Conde Drácula.

Vlad III Drácula é um herói romeno. Foi príncipe da Valáquia, uma das principais regiões que hoje forma a Romênia. Ele combateu os turcos otomanos invasores de seu território. Seu pai, Vlad II, ganhou o apelido Darcul (dragão em romeno) por pertencer à Ordem do Dragão, criada pelo Sacro Império Romano-Germânico.

Com a morte do pai, Vlad III adotou o nome Drácula ( filho do dragão ou filho do diabo) e foi a guerra contra os turcos e depois contra os húngaros. Teve três reinados, o maior deles foi de 1456 a 1462, após os otomanos tomarem Constantinopla.

Famoso pela crueldade com os inimigos, Drácula era mais conhecido com Vlad Tepes, que significa em romeno, Vlad o Empalador. Um dos seus modos de crueldade era executar as vítimas amarrando cada uma das pernas a um cavalo. À medida que eles se afastavam, uma estaca de madeira enfiada no ânus da vítima entrava pelo corpo, rasgando todos os órgãos, passava pelo coração e saia pela boca.
Outro de seus "divertimentos" era pendurar as vítimas sobre estacas na barriga ou peito e distribui-las pelo campo. Drácula não poupava ninguém, nem mulheres nem crianças e assistia às execuções com um imenso prazer.

O número de suas execuções gira em torno de 40 mil pessoas. Sua morte, como não podia deixar de ser,também foi cruel. Drácula morreu em combate contra os turcos em 1476. Não se sabe se quem o matou foi o exército inimigo ou o seu próprio, já farto de tanta crueldade. Drácula foi decapitado e sua cabeça em uma estaca foi mandada ao sultão em Constantinopla.

O corpo do sanguinário príncipe foi enterrado em um monastério de Snagov. Em 1931, quando arqueólogos escavaram o túmulo, nada encontraram além de ossos de animais.

Devia ter morrido de amor…

24 abr

Devia ter amado mais…

Ter chorado mais…

Ter visto o sol nascer…

Devia ter arriscado mais…

E até errado mais…

Ter feito o que eu queria fazer.

Queria  ter aceitado as pessoas como elas são…

Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração.

O acaso vai me protejer enquanto eu andar distraído…

O acaso vai me protejer enquanto eu andar…

Devia ter complicado menos…

Trabalhado menos…

Ter visto o sol se pôr…

Devia ter me importado menos

Com problemas pequenos…

Ter morrido de amor…

Queria ter aceitado a vida como ela é…

A cada um cabe a alegria e a tristeza que vier…

Titãs